O que é Hipnoparto ou Hypnobirthing?

Se você chegou até aqui é porque está grávida, pretende engravidar, trabalha com gestantes ou parto, ou simplesmente quer saber mais do assunto. Independente do motivo, uma coisa é fato: você deve achar que parto é um evento que dói muito! Será?

A dor é um dos motivos pelos quais muitas mulheres decidem não ter filhos ou até se submetem a uma cirurgia cesariana agendada pensando ser a melhor escolha para fugir da dor. Acontece que a dor do parto, na sua imensa maioria, não é uma dor patológica, se tratando aqui de gestações e partos de risco habitual onde não há complicações mais sérias diagnosticadas. É uma dor intermitente e que passa assim que o bebê nasce. Em alguns casos, inclusive, o parto nem necessariamente irá doer. Existem mulheres que parem seus filhos naturalmente sem dor.

O corpo da mulher é preparado para conceber e parir. Pode acreditar nisto! A humanidade não estaria aqui se não fosse verdade!

Entretanto, em nossa sociedade patriarcal, onde a mulher é incentivada pelo sistema obstétrico a não ter um parto vaginal (vide índices de cesariana do Brasil, completamente fora do que a OMS recomenda), a dor continua sendo um tabu o qual “não se valha a pena passar tamanho sofrimento”. Ressalto ainda que existem vários mitos sobre como esta vagina irá ficar após o parto (revire os olhos!), mas isto não é assunto pra hoje. Quero focar em dizer que, se você quer um parto vaginal (natural ou normal), a hipnose é uma ferramenta não medicamentosa, eficaz e disponível para te auxiliar na gestão desta dor.

O que é a dor no parto?

A dor do parto tem um significado profundo e importante. Sentir a dor faz parte do mecanismo de defesa do corpo humano. É biológico. São movimentos que o corpo normalmente não faz e que mostram para a mulher um caminho de introspecção para se conectar com o processo de (in)consciência corporal. Falando da fisiologia, existe inclusive uma dança hormonal onde, ao mesmo tempo que os movimentos geram a dor, o corpo a neutraliza e a absorve naturalmente, fazendo com que a mulher consiga passar por tudo isso. É quando ela vai pra famosa “partolândia” e pode vivenciar experiências intensas e transformadoras. E por quê não um parto orgásmico? Pense bem! O mesmo canal de entrada do bebê, é o de saída. Por quê não sentir prazer na hora do parto?

Quem interpreta a dor como sofrimento é a nossa mente! Ela é a grande vilã!

Existem pesquisas realizadas nos Estados Unidos, pelas responsáveis do método Hipnobirthing®️, que garantem que mulheres utilizando a hipnose tem maiores chances de um parto sem dor (ou com menos dor), mais rápidos e com menos probabilidades de intervenções desnecessárias.

Além da gestão da dor, a hipnose pode te auxiliar em questões da gestação (enjôos, medos, ansiedades, inseguranças), pode preparar a sua mente para lidar com o trabalho de parto e seu processo até o nascimento e ainda pode ser uma ferramenta muito útil no pós parto, para evitar depressão, suavizar o baby blues e te ajudar a ser mais leve na rotina com o bebê!

Como mãe, fotógrafa, doula e hipnoterapeuta que sou, eu sei que a gestação e o parto são eventos complexos que acontecem em momentos únicos da vida de uma família. É tempo de muitas mudanças com a chegada de um novo membro. Eu vivenciei dois partos domiciliares e nos dois, consegui utilizar a hipnose como ferramenta. E recomendo TODAS as mulheres que queiram se abrir para esta experiência, que construam este caminho!

Como doula e hipnoterapeuta, criei o Programa Raiz Hipnoparto, para auxiliar gestantes a lidar com suas questões do parto. Para saber mais, entre em contato através do e-mail [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso ajudar?